A arte da animação quadro a quadro produziu grandes sucessos nos cinemas, como o filme O Estranho Mundo de Jack, de Tim Burton. A técnica conhecida como stop motion, muito utilizada pelo diretor, consiste na criação das cenas que causam a sensação de movimento após fotografadas. Esse recurso, usado principalmente nas animações, vem fazendo cada vez mais parte da rotina dos alunos do 6° e 7° ano Centro Educacional Marista Lucia Mayvorne, que atende gratuitamente crianças e adolescentes de 5 a 16 anos no bairro Alto Caieras, em Florianópolis (SC). No projeto Jornada Ampliada eles têm a oportunidade de explorar e conhecer um pouco mais sobre roteiro, produção e gravação de produções audiovisuais

O objetivo do projeto é desenvolver a criação individual e coletiva. No stop motion, por exemplo, as etapas são valorizadas e o estudante percebe que para iniciar a etapa seguinte é necessário finalizar a anterior, e assim por diante. “O principal entendimento vai muito além do produto criado, envolve a percepção do trabalho em equipe, a cooperação entre eles”, explica o educador da unidade, Yasser Socorrás.

As oficinas acontecem no período de contraturno escolar e a participação dos adolescentes proporciona um aprendizado sobre o que há por trás das câmeras. “Além de aprender as técnicas de animação, podemos fazer roteiro e editar, colocar efeitos sonoros, o que torna a atividade muito divertida”, avalia Nicolly Magiore Ramos, estudante do 6º ano.

Da animação para a sala de aula

O projeto está em fase de criação de um roteiro de animação, com o título Entre dois mundos, com a participação dos educandos em todo o processo. As oficinas utilizam as técnicas de animação para relacionar com o cotidiano em sala de aula. “O ideal é que os estudantes possam estimular a criatividade, aperfeiçoar a escrita e desenvolver habilidades que contribuem para o aprendizado em sala de aula e na vida”, afirma a coordenadora pedagógica da unidade, Thais Carolina Branco.

CEM Lucia Mayvorne

O Centro Educacional Marista Lucia Mayvorne faz parte da rede de escolas sociais coordenadas pelo Grupo Marista, que, através de ações nas áreas da educação e da assistência social, beneficia mais de 7 mil crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social em unidades do Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul. O Centro em Florianópolis atende crianças e jovens na faixa etária de 6 a 17 anos, em Ensino Fundamental e Médio. O local, ainda, oferta projetos no contraturno escolar. Mais informações: www.solmarista.org.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.