Na décima edição do Desafio Nacional de Máxima Produtividade, promovido pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), 1.574 agricultores paranaenses se inscreveram e concorrem ao título de melhores produtores de soja do país. O número corresponde a quase 29% do total de inscritos no evento em todo o Brasil e coloca o Estado como o segundo no volume de participantes, atrás apenas do Rio Grande do Sul, com 1.817 inscritos.

Foto: Fotolia

Ainda assim, a quantidade de paranaenses inscritos supera o das regiões Centro-Oeste (1019) e Sudeste (650). “Com a décima edição do evento, muitas pessoas estão conhecendo melhor o Desafio e entendendo que a troca de experiências é fundamental para atingir os maiores níveis de produtividade”, explica Nery Ribas, presidente do CESB.

O vencedor do Desafio CESB de Máxima Produtividade 2017/2018, bem como a revelação dos melhores cases, serão apresentados no VIII Congresso Brasileiro de Soja (CBSoja), evento que será realizado de 11 a 14 de junho de 2018 no Centro de Convenções de Goiânia (GO).

O objetivo do concurso é criar novas referências da produtividade de soja por meio da captação, análise e disseminação das melhores práticas identificadas no Desafio. Os produtores se inscrevem voluntariamente em duas categorias: Irrigada e Não-irrigada. Em seguida, um grupo de auditores técnicos percorre as áreas para verificar os resultados e eleger os campeões.

Na safra 2016/2017, na categoria Não-Irrigada, o vencedor da região Sul e do Brasil foi Marcos Seitz, de Guarapuava (PR), que obteve 149,08 sc/ha. No cultivo irrigado de soja, o ganhador foi Octaviano Camargo Silva, de Bernardino de Campos (SP), que alcançou 106,43 sc/ha. No mesmo período, a média nacional, de acordo com dados da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), foi de 56 sc/ha.

Sobre o CESB

O CESB é uma entidade sem fins lucrativos, formada por profissionais e pesquisadores de diversas áreas, que se uniram para trabalhar estrategicamente e utilizar os conhecimentos adquiridos nas suas respectivas carreiras e vivências, em prol da sojicultura brasileira. O CESB é qualificado como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), nos termos da Lei n° 9.790, de 23 de março de 1999, conforme decisão proferida pelo Ministério da Justiça, publicada no Diário Oficial da União de 04 de dezembro de 2009. Atualmente, o CESB é composto por 17 Membros e 22 entidades patrocinadoras: Syngenta, BASF, Bayer, Jacto, Mosaic, TMG, Stoller, Monsanto, Sementes Adriana, Agrichem, UPL do Brasil, Aprosoja MT, Produquímica, Instituto Phytus, DuPont, Timac Agro, Ical, Brasmax, Nidera, Strider, FMC e Agrolink.


Share this article