A FPT Industrial não para de desenvolver soluções focadas na máxima eficiência dos motores. Atenta às exigências da certificação de emissões Euro 6, chamada de Proconve P8 no Brasil, a marca da CNH Industrial, um dos maiores grupos de bens de capital do mundo, participa do 15° Fórum SAE Brasil de Tecnologias Diesel e Alternativas para veículos comerciais e fora de estrada, em Curitiba, no dia 14 de agosto. Durante a palestra “Aplicação de veículos comerciais em condições de estrada – Euro VI: tendências tecnológicas para a realidade do mercado da América Latina”, o Engenheiro de Projetos da FPT Industrial, Luiz Noronha, apresentará os desafios e tendências tecnológicas para a implementação da nova norma de emissões no país.

Desde que foi implantada em janeiro de 2012, a atual certificação Euro 5/Proconve P7 reduziu consideravelmente o teor de enxofre no diesel, utilizando tecnologias como o sistema EGR (Recirculação de Gases de Escape) e Arla 32, fluido à base de ureia. Para a próxima fase prevista no Brasil equivalente a Euro 6, são aguardados ganhos significativos, como menores emissões de Óxidos de Nitrogênio (NOx) e melhorias no diagnóstico On Board, o que inclui sensores de medição da qualidade da ureia.

Luiz Noronha, Engenheiro de Projetos da FPT Industrial na América Latina

“O Centro de Pesquisa de Desenvolvimento da FPT Industrial em Betim (MG) tem dezenas de engenheiros e técnicos dedicados à Euro 6, atuando na calibração, validação, testes de durabilidade e homologação. Além da capacitação local participamos de intercâmbios e treinamentos na sede da FPT Industrial em Turim, na Itália, e em nosso Centro de Engenharia Avançada em Arbon, na Suíça”, explica Noronha.

Demandas do mercado
O transporte rodoviário no Brasil é feito principalmente por caminhões maiores, que rodam com mais carga e enfrentam terrenos acidentados, o que requer muito torque dos motores. Pesquisa elaborada pela FPT Industrial junto a transportadores aponta que as principais demandas do mercado são a redução do consumo de diesel e o uso de óleos lubrificantes que exijam menos paradas dos veículos.

“A disponibilidade de Arla 32 não é mais um problema, mas os motoristas desejam ser informados sobre possíveis adulterações no tanque. O público também quer saber dos sistemas de telemetria quando parar, onde e porque”, completa o especialista.

SERVIÇO
15° Fórum SAE Brasil de Tecnologias Diesel

Onde: Teatro Positivo – Pequeno Auditório
Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300, Campo Comprido, Curitiba (PR)
Quando:
14/8, de 8h às 18h
15/8, de 8h às 13h
Palestra FPT Industrial – 14/8, às 11h10
Mais informações: (11) 3287-2033 – Ramal 106

A FPT Industrial é uma empresa do Grupo CNH Industrial voltada ao design, produção e comercialização de sistemas de propulsão para veículos on road e off road, máquinas agrícolas e de construção e também aplicações marítimas e de geração de energia. Com uma gama de produtos diversificada, a FPT Industrial trabalha com potência máxima de 31 kW (41 cv) até 740 kW (992 cv), cilindradas de 2,3L a 20,1L, transmissões com torque máximo de 200 Nm a 500 Nm, eixos traseiros e frontais e geradores de energia com potência máxima de 30 kVA a 700 kVA. Líder mundial na produção de powertrain e de venda de motores GNV, a companhia conta com aproximadamente 8.400 colaboradores em todo o mundo distribuídos em 10 plantas, sendo duas delas na América Latina – em Sete Lagoas (MG/Brasil) e em Córdoba (Argentina) – e sete centros de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento), entre os quais um em Betim (MG/Brasil). Tudo isso faz da FPT Industrial, uma empresa completa e que impulsiona o futuro por meio da sua tecnologia. Para mais informações, visite www.fptindustrial.com e www.blogdafpt.com.br ou acompanhe as novidades da marca no Facebook e no Linkedin.


Share this article