Comunicação Digital

Não há como negar a importância das lives para quem é usuário das redes sociais. Sim, as transmissões ao vivo estão em alta. Responsáveis por engajar duas vezes mais que os demais formatos de publicações (links, imagens, vídeos gravados), as lives são uma forma instantânea de alcance com apenas um clique.

Lives constroem reputação online, engajamento e geram resultados imediatos como autoridade e reconhecimento de marca. Portanto, elas devem ser consideradas em todas as estratégias de marketing digital. Servem para compartilhar conhecimento, atualizar seguidores ou apresentar a rotina de seu negócio.

Basicamente, existem dois tipos de lives: palestra e bate-papo. No primeiro, é preciso estar mais preparado para falar sobre o assunto a ser abordado. O segundo é mais informal e interativo, e até por isso promove mais engajamento. Mas o segredo mesmo de toda boa live é compartilhar conteúdo útil com o público.

Quer ver um exemplo? A organização ambientalista WWF está promovendo a mais longa live já criada. Para conscientizar as pessoas e conseguir assinaturas para uma petição contra a poluição causada pelo plástico, a ONG pretende mostrar em tempo real o processo de decomposição de uma garrafa plástica. A contagem regressiva está no ar desde o primeiro semestre deste ano e deve durar 450 anos.

As mídias sociais são os canais de comunicação que mais conquistaram a audiência em toda a história. Para se ter uma ideia só os Stories, em que são publicadas as lives no Instagram, já alcançaram 300 milhões de usuários diários. Seja para entreter, ensinar ou informar, as transmissões ao vivo são bem-vindas, mas, é claro, precisam apresentar conteúdo relevante e considerar os hábitos de consumo do público que se pretende atingir.

Então, bora fazer uma live e entrar para o time de mais de 100 milhões de horas de vídeo visualizados diariamente nas redes sociais?

 


Share this article