A palestra Alumínio – Mercado Sustentável, inaugurou em fevereiro a programação 2019 do Projeto ABAL Alumínio nas Escolas. O engenheiro Ayrton Filleti, coordenador do Comitê de Tecnologia da ABAL, falou aos alunos do curso Técnico em Mecânica, do Centro Educacional da Fundação Salvador Arena, em São Bernardo do Campo (SP), sobre as oportunidades que a indústria do alumínio oferece aos futuros profissionais.

O Projeto é uma iniciativa vitoriosa da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL). Existe há 13 anos e, nesse período, atingiu o seu objetivo: disseminar o conhecimento, o ensino e a inovação tecnológica sobre o metal nas instituições de ensino e com elas estabelecer parcerias para o desenvolvimento de ações pedagógicas e técnico-científicas.

“Se no início era a ABAL quem procurava as instituições para levar o alumínio nas escolas, hoje é o contrário: somos procurados para realizar eventos de capacitação, trabalhamos atendendo a demanda”, explica Kaísa Couto, gerente da área técnica da ABAL.

O balanço do projeto revela um 2018 intenso. Ao longo do ano passado, a iniciativa viabilizou 46 eventos, entre palestras, cursos, workshops, webinars e visitas técnicas, que envolveram 57 unidades de ensino e alcançaram um total de 1.300 pessoas, entre estudantes e professores, em dez Estados do País. Para este ano, a expectativa é que o Projeto tenha resultados semelhantes.

Importante ressaltar que o time de palestrantes e professores do Projeto é composto por renomados profissionais da indústria e especialistas em alumínio, muitos deles integrantes dos diversos comitês técnicos da associação, o que garante cursos e eventos em sintonia com as práticas que são realidade no mercado.

Sobre a ABAL

rum legítimo do setor, desde 1970, a Associação Brasileira do Alumínio defende os interesses das empresas que atuam diretamente ou dependem da indústria de alumínio. A entidade representa o setor junto ao governo e à sociedade, além de participar de fóruns e eventos relacionados ao negócio de seus associados. Além disso, mantêm parcerias com federações e outras associações para ampliar o diálogo com toda a cadeia produtiva. Disseminadora de conhecimento, a ABAL responde pela elaboração de normas técnicas para a cadeia de processos e produtos do alumínio, e contribui com a qualificação profissional por meio de cursos, palestras e seminários em diversas áreas. A missão da entidade é tornar a indústria do alumínio mais sólida, forte e competitiva.


Share this article