Iniciativa da Fundação Grupo Boticário e da Fundação CERTI que atua na valorização econômica da floresta com araucárias foi a vencedora na categoria Natureza do Von Martius

Foto: Fundação Grupo Boticário/Certi

Foto: Fundação Grupo Boticário/Certi

O projeto Araucária+, idealizado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e pela Fundação CERTI (Centro de Referência em Tecnologias Inovadoras), foi o grande vencedor do prêmio Von Martius de Sustentabilidade na categoria Natureza. A premiação aconteceu na última quarta-feira (19/10) durante o Ecogerma 2016, maior evento sobre sustentabilidade organizado pelas Câmaras de Comércio Alemãs, no auditório da FIESP, em São Paulo.

“O Araucária+ foi reconhecido como referência de sustentabilidade pelo principal prêmio do país. Certamente a característica de inovação, que é um dos eixos fundamentais da CERTI, bem como os parceiros Fundação Grupo Boticário e produtores rurais foram elementos fundamentais para esta conquista”, afirma José Eduardo Fiates, superintendente geral da Fundação CERTI.

Para Guilherme Karam, coordenador de Estratégias de Conservação da Fundação Grupo Boticário, a premiação demonstra a importância de aliar a conservação à economia. “Esse reconhecimento nos dá ainda mais força para seguirmos oferecendo apoio técnico aos produtores de Santa Catarina, auxiliando-os na produção responsável da erva-mate (Ilex paraguariensis) e na coleta responsável do pinhão”.

O objetivo do projeto é conservar a Floresta com Araucária, agregando valor aos produtos dela extraídos. Para isso, oferece aos agricultores do Planalto Serrano de Santa Catarina apoio técnico para investir na produção responsável de erva-mate e na coleta responsável de pinhão (semente da araucária), estimulando a valorização desses produtos típicos do Sul do Brasil. Além disso, o projeto faz a conexão dos produtores com empresas sustentáveis. Em 2015 e 2016, por exemplo, a empresa Insana adquiriu pinhão dos produtores do Araucária+, para produção de uma cerveja à base desse produto. Hoje são mais de 20 empresas envolvidas, 83 produtores articulados e mais de 4 milhões de metros quadrados de florestas manejadas de forma a garantir a conservação da biodiversidade.

Criado em 2000 pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, o prêmio Von Martius de Sustentabilidade reconhece ações que promovem o desenvolvimento socioeconômico e cultural, alinhadas ao conceito de sustentabilidade, em três categorias: Humanidade, Natureza e Tecnologia.

Sobre a Fundação CERTI: A Fundação CERTI (Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras) é uma organização de pesquisa, desenvolvimento e serviços tecnológicos especializados, sediada em Florianópolis, Santa Catarina. Fundada em 1984, a instituição presta serviços e desenvolve soluções inovadoras para a iniciativa privada, governo e terceiro setor, aliando suas competências em áreas estruturadas por meio de Centros de Referência, que trabalham em sinergia e cooperação com entidades parceiras do país e do exterior. Atualmente, são oito centros de referência, entre eles o Centro de Economia Verde (CEV). O CEV tem como missão desenvolver soluções inovadoras para a Economia Verde, com ênfase na racionalidade do uso de recursos naturais e na valorização da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos, tendo o propósito de gerar valor, gerir ativos e medir impactos. Atua principalmente em soluções de transição para Economia Verde, para empresas e o setor público; valorização e gestão da biodiversidade, além de balanço, gestão e comunicação de impactos em ecossistemas.

Sobre a Fundação Grupo Boticário: a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é promover e realizar ações de conservação da natureza. Criada em 1990 por iniciativa do fundador de O Boticário, Miguel Krigsner, a atuação da Fundação Grupo Boticário é nacional e suas ações incluem proteção de áreas naturais, apoio a projetos de outras instituições e disseminação de conhecimento. Desde a sua criação, a Fundação Grupo Boticário já apoiou 1.493 projetos de 493 instituições em todo o Brasil. A instituição mantém duas reservas naturais, a Reserva Natural Salto Morato, na Mata Atlântica; e a Reserva Natural Serra do Tombador, no Cerrado, os dois biomas mais ameaçados do país.  Outra iniciativa é um projeto pioneiro de pagamento por serviços ambientais em regiões de manancial, o Oásis. Na internet: www.fundacaogrupoboticario.org.brwww.twitter.com/fund_boticario e www.facebook.com/fundacaogrupoboticario.


Share this article