A IVECO participou do Congresso Mundial da União Internacional dos Transportes Rodoviários 2018, realizado em Mascate, capital de Omã, nos dias 7 e 8 de novembro. O evento, organizado pela Associação Global do Setor de Transporte Rodoviário (IRU), promoveu uma plataforma para os líderes do setor trocarem ideias, debaterem soluções e definirem o futuro do setor de transportes. Entre os participantes, destaque para os principais fabricantes de caminhões, associações de transporte, organizações internacionais e políticos de diversos países.

Pierre Lahutte, presidente mundial da IVECO, falou na primeira sessão plenária, dedicada ao transporte rodoviário, à mobilidade e ao comércio no século 21. Em sua palestra, ele propôs respostas para a seguinte pergunta: “O que a ordem do ‘mundo novo’ em constante evolução significa para o transporte rodoviário?”.

Entre os líderes de empresas e governos participantes, o evento contou ainda com as presenças de José Manuel Durão Barroso, presidente da Goldman Sachs International e ex-presidente da Comissão Europeia; Christian Labrot, presidente da IRU; Dr. Ahmed Muhammed Al Futaisi, ministro dos Transportes e Comunicações de Omã, e Steffen Bilger, secretário de Estado do Ministério dos Transportes e Infraestrutura Digital da Alemanha.

Lahutte também apresentou a visão da IVECO sobre o futuro dos transportes e relatou sobre o enfoque da companhia em sustentabilidade, com o objetivo de reduzir o impacto ambiental do setor. O executivo destacou ainda a necessidade de se encontrar uma alternativa ao diesel, já que a pressão sobre os combustíveis fósseis e proibições estão sendo introduzidas em um número crescente de cidades. “Não se trata de uma solução para todos. Precisamos considerar um mix tecnológico que atenda às especificidades de cada missão.”

O gás natural como uma alternativa de solução para o transporte sustentável é uma visão compartilhada pelas instituições e governos da União Europeia, que estão apoiando o seu desenvolvimento por meio de várias ações.  Entre elas estão os incentivos financeiros para caminhões com baixas emissões de CO2 e eficiência energética e isenção de pedágios para veículos movidos a Gás Natural Liquefeito (GNL) anunciados na Alemanha. Também figuram na lista de incentivos a eliminação do imposto especial de consumo de GNL e a tributação do diesel para financiar o desenvolvimento da infraestrutura de GNL na Polônia, os decretos emitidos na França e na Itália para promover o uso de biometano produzido a partir de estrume de vaca, além de resíduos agrícolas para abastecer veículos de transporte.

Como consequência da visão de transporte sustentável da IVECO, hoje a marca tem uma oferta completa de veículos de tração alternativa, desde soluções elétricas, para o transporte de cargas no centro das cidades e veículos comerciais leves para o transporte de pessoas, ônibus e caminhões de transporte intermunicipal movidos a Gás Natural Comprimido (GNC), até caminhões de GNL para o transporte de longa distância. Além disso, este ano a IVECO fez história no IAA 2018 com o primeiro estande 100% livre de diesel na exposição, local em que exibiu seus equipamentos de tração alternativa.

IVECO 

IVECO, uma companhia da CNH Industrial, projeta, fabrica e comercializa uma completa gama de veículos comerciais leves, médios e pesados, caminhões fora-de-estrada, ônibus urbanos e intermunicipais, bem como veículos especiais para aplicações como combate a incêndios, missões off-road, defesa e proteção civil. A IVECO emprega mais de 26 mil pessoas em todo o mundo. A empresa gerencia centros de produção em 11 países distribuídos pela Europa, Ásia, África, Oceania e América Latina, onde fabrica veículos com as mais avançadas tecnologias. Um total de 5 mil pontos de vendas e postos de serviços em mais de 160 países garantem o suporte técnico onde quer que um veículo IVECO esteja em operação. 

Para mais informações da Iveco, visite www.iveco.com.br

Para mais informações da CNH Industrial, visite: www.cnhindustrial.com


Share this article