Pesquisa realizada com quase cinco mil mulheres pelo Vagas.com, apontou que mais da metade dos entrevistados (52%) já sofreram algum tipo de ameaça ou constrangimento no trabalho. Desse total, especificamente 4.975 pessoas, 87% assumiram não terem feito nenhum tipo de denúncia. Apesar da discriminação e do bullying serem assuntos comumente discutidos em ambiente escolar, também são práticas detectadas em muitos ambientes de trabalho, se tornando um problema psicológico para os afetados.

O assunto, assim como o assédio moral, será discutido em palestra gratuita em Blumenau (SC) na próxima quarta-feira (8/11) tanto sob o prisma psicológico quanto jurídico, visto que se comprovada a discriminação ou bullying no trabalho, os autores podem sofrer sanções da Justiça. Os palestrantes serão o advogado trabalhista Sérgio da Rocha Pombo, especialista em questões envolvendo assédio moral, e a psicóloga Eunice Nascimento.

Pessoas que sofrem bullying no ambiente corporativo em geral têm sua autoestima e produtividade minadas e a prática chega a ter um nome específico: o work place bullying. Quem pratica o bullying se utiliza de diferentes aspectos da vida da vítima para ridicularizá-la, como orientação sexual, política e religiosa ou mesmo por aspectos físicos.

Palestra – Assédio moral, bullying e preconceito nas empresas

Local: Auditório FAE Business School Blumenau – Rua Santo Antônio, s/n – Centro

Data: 08/11/2017

Horário: 19h15

Inscrições: fae.edu/eventos


Share this article